Após briga de trânsito, médico é espancado e atingido a pedrada na cabeça. Dois suspeitos estão presos

468
bianca-ad-hd
Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167

Floriani Equipamentos para Escritorio=

A Polícia Civil, por meio da Central de Investigações Leste e Sul (CILS), com o apoio da 10ª Delegacia de Polícia de Florianópolis, e da 2ª Delegacia de Polícia, esclareceu na manhã desta sexta-feira (17) a tentativa de homicídio contra um médico da UPA Sul. O crime aconteceu na manhã de 5 de janeiro. Foram cumpridas duas prisões temporárias e um terceiro envolvido está sendo procurado. Segundo o delegado Ronaldo Moretto, da CILS, até o momento o que se sabe é que uma briga de trânsito na Ponte Pedro Ivo Campos teria originado o fato. Os homens suspeitos teriam então seguido o médico até o local do trabalho, onde consumaram o crime. “Os autores espancaram o médico até deixá-lo no chão e arrastaram o seu corpo para trás de um tapume e desferiram um golpe com uma pedra na face. Eles achavam que a vítima estava morta”, disse Moretto. As prisões foram realizadas no Bairro Aririú, em Palhoça e no bairro Ingleses, no norte da Ilha, em Florianópolis, após mais de 24 horas de trabalhos. Além das prisões, as roupas utilizadas pelos autores foram identificadas e apreendidas. A vítima segue inconsciente e internada em Unidade de Terapia Intensiva de uma instituição hospitalar da Capital. Após as prisões e interrogatórios, os envolvidos serão encaminhados ao sistema prisional. Há ainda um terceiro autor, não identificado, sendo que seguem as investigações para localizá-lo.

Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167