16.4 C
Corupá
segunda-feira, julho 15, 2024

Localizado mais um foco do mosquito transmissor da dengue em Corupá

GeralLocalizado mais um foco do mosquito transmissor da dengue em Corupá

Foi detectado mais um foco do mosquito Aedes aegypti, também no bairro Bomplandt. A exemplo do que aconteceu há poucos dias, técnicos do setor de Vigilância Epidemiológica de Corupá encontraram a larva do Aedes aegypti em mais uma das armadilhas instaladas em Corupá, aumentando ainda mais a necessidade de se manter todas as posturas possíveis em ação para prevenir focos. A secretária de saúde Bernadete Hilbrecht lembra que este é um problema que atinge a toda a população “é necessário que toda a população faça a sua parte mantendo limpo seus terrenos eliminando possíveis criadouros e evitando a proliferação do mosquito. Até este momento felizmente não temos registro de nenhum caso de dengue em Corupá, mas é importante que redobremos nossa atenção e cuidados para que isto não ocorra”. A secretaria de saúde também redobrou a atenção, intensificando a fiscalização de terrenos vazios através das Agentes Comunitárias que distribuem material de conscientização aos moradores, e aproveitam para verificar se há algum local impróprio na parte externa da residência que possa estar sendo usado para a fêmea do Aedes aegypti botar seus ovos. O prefeito João Carlos Gottardi está preocupado com a situação e não descarta tomar medidas mais severas.”É inadmissível que a pessoa possua um terreno e não consiga manter limpo; a prefeitura está fazendo a sua parte com a instalação de armadilhas, identificando os locais de incidência do mosquito e alertando a população mas, se for necessário, tomaremos todas as medidas que a legislação nos permita para evitar que surjam casos da doença ou que novos focos sejam detectados”.

n

n

O setor de Vigilância Epidemiológica recomenda que a população fique atenta e redobre os cuidados para eliminar possíveis criadouros do mosquito, ou informar ao setor de Vigilância Sanitária através do telefone (47) 3375-2161, a existência ou suspeita de local onde possa estar sendo usado como criadouro pelo mosquito. A população pode comunicar direto na secretaria de saúde pelo fone (47) 3375-1234 ou a Ouvidoria Municipal através do (47) 3375-6527.

Leia mais:

Leia mais sobre:

Os mais populares