bianca-ad-hd
Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167

Floriani Equipamentos para Escritorio=

O acusado de duplo homicídio ontem à noite (30), na praia do Erwino, em São Francisco do Sul, e que foi preso horas depois de supostamente cometer o crime  em Rio Negrinho com o carro do casal, era sobrinho de uma das vítimas. Gilmar Ribeiro da Maia, de 37 anos, possuía diversas passagens pela polícia e antes do crime, teria discutido com Gilmar Gabriel da Costa, de 58 anos, e Hilda Barão, da mesma idade. O casal era de Joinville e estava morando há pouco tempo na Estrada Geral da Gamboa, Praia do Erwino, onde ocorreu o brutal assassinato. De acordo com informações do portal de notícias https://www.aconteceuemjoinville.com.br

um homem que trabalhava nas imediações achou estranho o fato do acusado ter deixado o local sozinho no carro e acionou a polícia. Quando os agentes chegaram à residência, encontraram os dois já sem vida. Gilmar foi morto com golpes de faca no pescoço, enquanto Hilda levou uma facada no peito. Ainda, segundo o portal, no momento da prisão, Gilmar Ribeiro da Maia teria afirmado que passou o dia inteiro trabalhando em Jaraguá do Sul e que estava se deslocando para realizar outro serviço na cidade de Itaiópolis. Embora tenha negado participação no crime, não conseguiu explicar porque estava com o carro das vítimas. O acusado foi levado ao presídio de Mafra, onde aguardará julgamento. Os corpos de Gilmar Gabriel da Costa e Hilda Barão serão enterrados às 16 horas de amanhã (1), em Joinville.

 

Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167