21.4 C
Corupá
sexta-feira, maio 17, 2024

ACIJS avalia que campanha “Eu voto!” alcançou resultado positivo

GeralACIJS avalia que campanha “Eu voto!” alcançou resultado positivo

Para o presidente da Associação Empresarial de jaraguá do Sul, Anselmo Ramos, tem mérito independente de resultados na medida em que buscou a participação ativa da sociedade no pleito eleitoral. Ele lembra que a ênfase que a campanha “Eu voto!” buscou foi a de que se as pessoas querem fazer a diferença e com isto terem melhor representatividade nos quadros políticos, não podem se omitir. “Valorizando o instituto do voto, comparecendo para a votação e prestigiando candidatos que se alinham a valores que defendemos é o melhor caminho para mudar situações com as quais não concordamos”, pontua. Na opinião do presidente da ACIJS, a ação realizada em conjunto com as associações empresariais de Corupá, Guaramirim, Massaranduba e Schroeder, mostrou-se assertiva. Por meio de outdoors, de mensagens na mídia convencional e em redes sociais, o principal mote foi despertar o senso de corresponsabilidade do eleitor.

n”https://www.facebook.com/porttoni/”>n

“Mesmo que não seja proibido votar em branco, ou mesmo anular o voto, a ideia sempre foi de reverter uma lógica de protesto que ao nosso ver não acrescenta no processo democrático. Nós só mudamos algo se agirmos, se exercermos o direito que é dado a cada cidadão de se expressar, porque caso contrário estaremos transferindo esta responsabilidade para outra pessoa”. O vice-presidente de Marketing da ACIJS, Luis Hufenüssler, vai na mesma linha, lembrando que a campanha utilizou conceitos associados às redes sociais. Os materiais criados pelas agências CMC, Oodles, KWB e Woop – integrantes do Núcleo de Marketing e Comunicação ACIJS-APEVI – trabalharam elementos que estão presentes em diálogos comuns nas redes sociais, para mostrar que apenas questionar de maneira não producente não melhora o nível político do País. “Se fossemos considerar apenas este direcionamento já podemos considerar a campanha exitosa, na medida em que um melhor nível no debate também qualifica o ato de votar e a representação política de maneira geral. Percebemos que este objetivo está em sintonia com muitas outras iniciativas que vimos ao longo deste período de campanha eleitoral”, reitera, satisfeito com a repercussão que as peças alcançaram. Este retorno, diz, demostra que as entidades empresariais mais uma vez acertaram ao se posicionarem.

n

Anselmo Ramos ressalta ainda outro aspecto da participação da ACIJS na campanha eleitoral deste ano, a importância do eleitor para uma maior representatividade da região junto à Assembleia Legislativa e Câmara Federal. “Ao elegermos candidatos de nossa região, temos a proximidade dos que conhecem nossas necessidades e a sensibilidade com nossos temas, que não seriam priorizados pelos que aqui não vivem cotidianamente”. Neste sentido, completa, a entidade é favorável ao voto distrital. “Isto não acontece porque a modalidade de eleição por voto proporcional prevalece e sem uma maior clareza dos partidos políticos, para que tenhamos menos siglas e candidatos mais qualificados, este se torna um projeto ainda distante. Por isto a importância de votar em nomes próximos de nossa realidade, que tenham um histórico de envolvimento com a comunidade, assim poderemos acompanhar e cobrar diretamente dos eleitos”. Com presença de candidatos nas plenárias, a entidade possibilitou que apresentassem suas propostas e se submetessem à avaliação dos eleitores.

n

Leia mais:

Leia mais sobre:

Os mais populares