O prefeito de Jaraguá do Sul  Antídio Lunelli (MDB) retirou da Câmara de Vereadores o Projeto de Lei que concedia reajuste salarial para os servidores públicos municipais que têm data base em abril. A mesma atitude foi tomada pelo prefeito de Corupá, João Gottardi (PSD). Na mensagem enviada ao legislativo em 18 de março, Lunelli explica as razões para sua decisão: “Excelentíssimo Senhor Presidente,
Com responsabilidade que me é inerente a função de administrador
municipal, e considerando a situação contemporânea enfrentada pela sociedade mundial, com reflexos sociais e econômicos ainda impossíveis de estimar, vimos à presença de Vossa Excelência solicitar que o Projeto de Lei Ordinária constante da Mensagem Nº 078/2020 de 18 de março de 2020 – Que concede revisão geral nos níveis de vencimentos, salários, subsídios, proventos, cargos em comissão e funções de confiança dos servidores que integram o quadro de pessoal da Administração Municipal.” Consultado pelo portal, o prefeito de Corupá disse que a queda na arrecadação e a possibilidade de afundamento da crise por conta do covid-19, impedem a concessão de aumento salarial à categoria: “É normal a manifestação do sindicato em defender os servidores, mas desde que assumi o governo, sempre concedi reajuste igual ou acima da inflação. O vale alimentação teve um aumento de R$ 216 para R$ 410, quase dobrando. Agora nesse ano, com essa pandemia, a arrecadação do município já caiu no mês de março e a tendência é de uma queda ainda maior. Então, eu não posso ser irresponsável em dar um aumento e depois não poder nem pagar os salários desses servidores. O que eu vou lutar, enquanto prefeito, é para manter os salários em dia.”, observou Gottardi.

campanha vacinacao jgs
campanha jgs

Faça parte do nosso grupo no Whatsapp