A Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Blumenau, identificou o autor da morte de um taxista de 36 anos. O crime ocorreu em fevereiro último, no bairro da Velha. O suspeito foi preso pela Polícia Militar, em Barra Velha. A vítima foi encontrada caída no chão da garagem de casa por um colega de trabalho que o procurava. As investigações começaram após a perícia criminal e o depoimento das testemunhas. Foi assim que a Polícia Civil chegou ao vizinho do taxista e descobriu que no dia do crime ele saiu de casa levando consigo seus pertences pessoais. Chamou a atenção dos investigadores o fato de aquele vizinho, ao sair de casa, ter pedido perdão para sua mãe, pois havia feito “algo errado com uma pessoa boa”.

A Polícia Civil também descobriu que o homem preso estava interessado nas duas armas que o taxista guardava em casa. Ele teria, inclusive, afirmado a um amigo que “estava com medo” do vizinho e por isso dormia com uma das armas. A pessoa investigada havia tentado arrombar a casa da vítima em data anterior, quando ela não estava na residência. Segundo o delegado Egidio Maciel Ferrari, as provas obtidas não deixam dúvidas do envolvimento do vizinho no crime. Ele representou ao Judiciário pela prisão temporária do suspeito, que deferiu após manifestação favorável do Ministério Público. Com a prisão, a Polícia Civil tem 30 dias para concluir o inquérito policial e, nesse período, novos depoimentos serão tomados. O delegado ainda destaca que até o presente momento os sete homicídios ocorridos em Blumenau neste ano foram esclarecidos e os autores presos.

campanha vacinacao jgs
campanha jgs

Faça parte do nosso grupo no Whatsapp