bianca-ad-hd
Logo após o crime, Paulo fugiu para o Paraná e se apresentou à polícia nesta segunda-feira (28)
Thalia foi assassinada pelo ex-companheiro na véspera de natal
Banner-Web-Portal-O-Corupaense-320x100

 

Polícia Civil de Santa Catarina cumpriu nesta segunda-feira (28) o mandado de prisão temporária expedido pela Justiça contra Paulo Hening, de 42 anos, por ter assassinado a ex- companheira, Thalia Ferraz, de 23 anos, em Jaraguá do Sul.

O crime ocorreu na noite do último dia 24, na casa da vítima, na Barra do rio Cerro, que morava ao lado do ex-companheiro. Na ocasião, Paulo invadiu a residência e armado com uma pistola 380, assassinou Thalia na frente de familiares. Desde então, a Polícia Civil adotou todas as providências cabíveis e diligências na investigação e representou pela prisão dele à Justiça, que foi deferida.

O homem suspeito se apresentou à Polícia Civil com advogado e será interrogado na Divisão de Investigação Criminal (DIC). A Polícia Civil de SC contou com o apoio do Centro Integrado de Operações de Fronteiras (CIOF), do Ministério da Justiça e Segurança Pública localizado no Paraná, e das Polícias Civil e Militar do Paraná, Estado em que o homem teria fugido após o crime em Jaraguá do Sul.

Arma é localizada

Nesta segunda-feira, policiais civis conseguiram localizar a arma usada no crime, que estava em região de mata a três quilômetros do local do crime, em que ele ficou escondido em um primeiro momento.

Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167