bianca-ad-hd
Além de produtos, foi apreendida uma boa quantia em dinheiro
Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167

Floriani Equipamentos para Escritorio=

A Polícia Civil de Santa Catarina realizou uma operação nesta sexta-feira (30) para cumprir 32 mandados judiciais, sendo 11 mandados de prisão e 21 mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça. A ação é da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC).

As investigações iniciaram em abril e resultaram na ocasião na apreensão de uma carga de 22 toneladas de açúcar que teria sido roubada no Paraná e de cerca de 08 toneladas de fertilizantes. A carga de açúcar havia sido receptada pelo proprietário de uma cachaçaria de Luiz Alves, que além de utilizar na produção de cachaça, também embalava e as revendia.

Com a sequência das investigações, apurou-se que a carga foi subtraída pelo motorista e proprietário do caminhão contratado para o transporte, em conluio com dois dos homens presos nesta sexta-feira.

As investigações demonstraram que o grupo subtraía as cargas e noticiava fraudulentamente crimes de roubo, repassando posteriormente para receptadores. Em relação aos fertilizantes e agrotóxicos, apurou-se que havia um comércio paralelo à lei praticado e em desacordo com as normas vigentes, mediante a utilização de uma fábrica clandestina e uma rede de revendedores. Neste caso, entre os presos, está um morador de Corupá

Além destes crimes, apurou-se que alguns dos investigados e outros investigados são suspeitos de praticar crimes ambientais, consistindo na prática de caça e maus tratos a animais, pois os cães feridos na caça passavam por cirurgias em área de mata. As buscas resultaram na apreensão de 19 armas de fogo, de 4.200 munições, de um caminhão utilizado nas práticas criminosas e de cerca de cinco toneladas de fertilizantes. Sete mandados de prisão foram cumpridos e duas pessoas foram presas em flagrante – também foram apreendidos cerca de R$ 20.000,00. Segundo o Delegado de Polícia Osnei Valdir de Oliveira, entre os suspeitos presos estão um ex-vereador, um vereador de Luiz Alves, empresários e produtores. Participaram da ação policiais civis da DEIC e das Delegacias de Polícia de Itajaí, Brusque, Gaspar, Guaramirim, Garuva, Araquari, Jaraguá do Sul e São Francisco do Sul, assim como auditores fiscais do Mapa e Cidasc e peritos do IGP.

Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167