bianca-ad-hd
Murilo Marques, participante do Bake Off Brasil (Crédito: Instagram)
Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167

Floriani Equipamentos para Escritorio=

Murilo Marques, ex-participante do “Bake Off Brasil”, compartilhou no Twitter um relato assustador sobre um encontro marcado por aplicativo com um rapaz, na última semana, em São Paulo. “Entrei para a estatística! Caí num golpe: fui dopado, violado e roubado em minha casa”, lamenta Murilo, no início das postagens. Segundo o relato, Murilo, que vive sozinho no edifício Copan, recebeu em casa um rapaz que conheceu num aplicativo. Pouco depois de começarem a se beijar, o tal rapaz anunciou que era um garoto de programa e que precisava receber seu pagamento.

Murilo avisou que não tinha contratado ninguém, mas o rapaz já sacou uma máquina de cartão de crédito, exigindo o pagamento. Murilo, então, relata que começou a se sentir estranho e desnorteado, e começou a ser agredido pelo rapaz, que o obrigou a passar as senhas de todos os cartões.

Foi aí que ele percebeu que havia sido dopado. O rapaz ainda forçou que Murilo cheirasse cocaína e, foi neste momento, segundo Murilo, que o estupro aconteceu. “Eu só lembro dele me estuprando com a mão enquanto eu me debatia. Não sei quanto tempo durou, não sei o quanto eu resisti, mas fui estuprado”, conta.

Passando muito mal, Murilo precisou vomitar no banheiro e quando saiu de lá, o rapaz já havia deixado o apartamento e levado seu celular e seus cartões. Foi aí que ele conseguiu entrar em contato com seu namorado, Renan, com quem tem um relacionamento aberto. Juntos, eles bloquearam os cartões e procuraram a delegacia. Murilo relata que não se sentiu acolhido pelos policiais e foi humilhado no local. No total, das quatro contas em bancos diferentes de Murilo, o ladrão levou mais de R$ 70 mil.

No desabafo do Twitter, Murilo conta que estava guardando dinheiro, junto com o namorado, para comprarem um apartamento juntos e agora está completamente zerado. Ele conta que os bancos não desfizeram as transações para reaver tudo que foi roubado, pois o ladrão sabia todas as senhas. “Me ajudem a espalhar esse relato, façam chegar aos bancos, eu não estou pedindo para ganhar dinheiro, eu só preciso que eles devolvam o que é meu e que foi tirado de mim durante um crime”, pediu Murilo.

 

Ver essa foto no Instagram

 

pink couple #gaycouple #pridemonth #pride🌈 #gay #gayboy #lgbtq🌈

Uma publicação compartilhada por Murilo Marques (@murilobakeoff2) em

Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167