bianca-ad-hd
Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167

Floriani Equipamentos para Escritorio=

A juíza eleitoral da comarca de Jaraguá do Sul, Dra. Candida Inês Zoellner Brugnolli,  ao analisar o mérito do mandado de segurança impetrado pela executiva municipal do PP de Corupá, extinguiu o processo.

Na ação, o comando do partido em Corupá contestada a decisão do diretório estadual que anulou o resultado da convenção eleitoral realizada no dia 3 de setembro, argumentando de que não houve direito ao contraditório.

Na prática, a decisão da justiça de Jaraguá do Sul, que cabe recurso, tornou inválidos os argumentos da executiva à medida que após impetrado o mandado de segurança, o diretório estadual concedeu prazo de 24 horas para que o comando do partido em Corupá utilizasse do seu direito em contrapor a decisão de anulação da convenção. Como isso foi feito, o mandado de segurança, com parecer da promotoria eleitoral, deixou de ter efeito e assim no julgamento do mérito, manteve-se a posição da promotoria de que a ação perdeu o seu objeto. Com isso, está mantido o resultado da segunda convenção, realizada no dia 16 de setembro, onde por 25 votos contra 24, foi aprovada a candidatura de Eliane Cristina Müller.

Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167