bianca-ad-hd
Cássio Remis era crítico da atual gestão da prefeitura. (Crédito: Reprodução/Redes Sociais)
Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167

Floriani Equipamentos para Escritorio=

Na tarde de ontem (24), o candidato a vereador, Cassio Remis (PSDB), foi morto a tiros durante a realização de uma live em Patrocínio (MG).

A polícia já informou que o autor do assassinato é Jorge Marra, irmão do prefeito da cidade.

Cassio iniciou a transmissão de uma live em rede social por volta das 15h. Ele estava na Avenida João Alves do Nascimento exibindo a revitalização que ocorria por lá e denunciou que funcionários da prefeitura eram usados para realizar serviços particulares na frente de uma casa que seria o comitê da campanha do atual prefeito, Deiro Morreira Marra. Foi nesse instante, que Jorge Marra, sai de um veículo, pega o celular e volta para o carro.

“Boa tarde. Estamos aqui na avenida que está servindo para reforma e, para nossa surpresa, mas não para nossa estranheza, nós nos deparamos desde ontem com um arsenal de funcionários da Prefeitura sendo utilizados para fazer o calçamento de onde possivelmente será o comitê eleitoral do prefeito (…). Isso mesmo, funcionários da Prefeitura, maquinários da Prefeitura, com (…). Agora eu pergunto para vocês moradores dessa avenida, quantos de vocês tiveram a condição de ter esse asfaltamento aqui. Ninguém. Aqui, agora chegando o secretário para me agredir”.

Após o encerramento da transmissão ao vivo, Remis foi atrás de Jorge Marra. Em seguida, o crime ocorreu. Diversas pessoas foram para o local acompanhar o trabalho da polícia.

Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167