bianca-ad-hd
Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167

Floriani Equipamentos para Escritorio=

Foi identificado como Alexander Alves, de 27 anos, o detento assassinado dentro da Penitenciária Industrial de Blumenau, e que teve o coração arrancado do corpo. Ele cumpria pena de oito anos e dois meses de reclusão em regime fechado, e um ano e dois meses de detenção, a partir do dia 10 de julho de 2018, data em que foi preso em flagrante.

A prisão aconteceu na Avenida Brasil, no bairro Rio Morto, em Indaial, cidade onde Alves estava morando. Ele, juntamente com outro homem e uma mulher, foram detidos pela Polícia Militar, após serem encontrados com drogas, dinheiro e balança de precisão.

Alves, que era natural de Blumenau, já havia sido preso em 2012, na rua Francisco Valdieck, no bairro Fortaleza, também por tráfico de drogas. Por conta desse crime, ele ficou preso até 2018.

 

Como era reincidente, ele teria que cumprir ao menos quatro anos, dois meses e 12 dias do regime fechado para então progredir ao semiaberto, o que estava previsto para acontecer em 21 de setembro de 2022.

O crime

Segundo informações divulgadas pelo Departamento de Administração Prisional (Deap) de Santa Catarina, o corpo de Alexander Alves foi encontrado já sem vida o coração arrancado do corpo. O companheiro de cela onde a vítima foi encontrada assumiu a autoria do homicídio.

“Até o momento a autoria do homicídio não foi esclarecida. É um fato lamentável, ele era um jovem de 27 anos”, afirmou o advogado de Alves, Diego Warmling Valgas.

fonten: https://omunicipioblumenau.com.br/

Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167