Autores de tentativa de latrocínio no bairro Garibaldi, são presos pela polícia civil

385
bianca-ad-hd
Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167

Floriani Equipamentos para Escritorio=

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal de Jaraguá do Sul (DIC), com apoio da DIC de Canoinhas, cumpriu, nas primeiras horas da manhã de hoje (05/08), mandados de prisão temporária e de busca e apreensão domiciliar contra dois dos autores do crime de latrocínio tentado praticado contra um casal de idosos na localidade do Garibaldi no dia 4 de julho.

Tanto as prisões, quanto as buscas ocorreram na cidade de Três Barras/SC, precisamente na residência dos investigados. Durante as buscas foi encontrado um dos aparelhos celulares que foram roubados das vítimas no dia do crime. Ademais, o veículo usado na execução do delito, um FIAT/IDEIA, foi apreendido e será periciado.

os dois autores confessaram o crime, o que foi ao encontro do conjunto probatório angariado durante a investigação. A partir da prisão destes autores, foi possível prender o terceiro e principal autor do crime, morador de Jaraguá do Sul.

Imediatamente após a prisão destes dois indivíduos na cidade de Três Barras, foi representada já na tarde de hoje pela prisão temporária desse terceiro autor, que, após parecer favorável e célere do Ministério Público, e correspondente decisão judicial, também expedida com a urgência que o caso demandava, foi possível ainda no início desta noite cumprir a prisão deste indivíduo, que estava em uma quitinete no bairro Tifa Martins. Com a prisão destes três homens, a conclusão do Inquérito Policial contendo o relatório final das investigações deve ser encaminhada ao Poder Judiciário em trinta dias. No tocante à prisão temporária de um dos suspeitos ocorrida no dia 21/07, as investigações prosseguem no sentido de determinar se tal suspeito teve alguma participação de ordem intelectual e/ou moral no crime apurado.

As investigações demonstraram que os três autores deste crime, presos na data de hoje, possuem grau de parentesco entre si, sendo um tio e dois sobrinhos. O tio e um dos sobrinhos residem em Três Barras, e o segundo sobrinho reside em Jaraguá do Sul, e foi justamente este quem planejou o crime, visto que trabalhava em propriedade vizinha a das vítimas e chegou a frequentar a casa delas, e portanto, sabia que ali residia um casal de idosos. Assim, por conhecer a localidade, a casa e a condição vulnerável das vítimas e, principalmente, na convicção que encontrariam uma quantia expressiva de dinheiro na casa, decidiu orquestrar o crime e para tanto, contou com o apoio de seu primo e tio que residem em Três Barras. A arma usada no crime, um revólver calibre .38, pertencente ao tio,e não foi recuperada, tendo em vista que durante a fuga no dia do crime, os autores acabaram jogando-a no meio da mata, com receio de serem capturados, e mesmo após várias diligências na data de hoje a fim de localizá-la, ela não foi encontrada.
A presente investigação reforça o caráter técnico cientifico do Inquérito Policial, que tem como escopo principal o esclarecimento da verdade, a partir da apuração das circunstâncias, materialidade e autoria das infrações penais. Além disso, impende salientar o caráter imparcial da investigação conduzida pela Polícia Civil, que visa não somente a responsabilização de culpados, mas também, e não menos importante, a comprovação da inocência de não culpados.

Banner-Web-Portal-O-Corupaense-640x167