22.1 C
Corupá
domingo, julho 21, 2024

Mais um na cadeia! Depois do vice-prefeito, Márcio Drevek (PP), agora foi a vez de um vereador também ser preso em São Bento do Sul

GeralMais um na cadeia! Depois do vice-prefeito, Márcio Drevek (PP), agora foi a vez de um vereador também ser preso em São Bento do Sul

n

n

A Polícia Civil de São Bento do Sul, através da DIC ( Divisão de Investigação Criminal),  cumpriu mandado de prisão preventiva na tarde desta quarta-feira (21), contra o vereador, Cesar Godoy (PSB) . Conforme o delegado responsável pela investigação,  Gustavo Muniz Siqueira, a ação envolve o suposto crime de concussão (ato de exigir para si ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela, vantagem indevida), o mesmo crime que reponde o atual vice- prefeito do município, Márcio Dreveck (PP), que continua preso. Godoy já havia sido alvo de busca e apreensão no seu gabinete no último dia 6, quando os policiais recolheram material que pode comprovar o crime. Contudo, no decorrer da apuração, a Polícia Civil obteve provas de que o acusado teria coagido uma das vítimas de concussão para que não fosse delatado. Houve, então, representação pela decretação da prisão do investigado. Durante a tramitação do pedido, o Ministério Público ouviu outras duas pessoas, constatando que elas também teriam sido coagidas para encobrir os supostos crimes do suspeito. Com base nas informações, a Justiça de São Bento do Sul deferiu o mandado de prisão de Cesar Godoy, que foi localizado e detido na sua residência. Um assessor do vereador, suspeito da prática do mesmo crime, teve o seu afastamento do cargo determinado pela Justiça.  Ainda, conforme o delegado Gustavo Muniz Siqueira, o inquérito está em fase final de instrução e deverá ser concluído na próxima semana, quando outros detalhes das investigações serão divulgados.

n

n

                                                  Os crimes

n

Tanto o vice-prefeito, Márcio Dreveck (PP), como o vereador preso hoje à tarde, Cesar Godoy, são acusados de ficar com parte dos salários dos servidores indicados por eles para ocuparem cargo de confiança na atual administração de São Bento do Sul. A prática,  conhecida como mensalinho, se tornou rotineira nos últimos tempos, mas em determinadas circunstâncias, os funcionários insatisfeitos com a obrigação do repasse, acabam deletando o fato ao ministério público que, por sua vez, abre procedimento investigatório e e convencido do crime, oferece representação à justiça, como foi o caso do vizinho município.

Leia mais:

Leia mais sobre:

Os mais populares