Início cidades Corupá adere ao Programa Cidade Empreendedora

Corupá adere ao Programa Cidade Empreendedora

140
0
COMPARTILHAR
Webp-net-resizeimage

A Prefeitura de Corupá oficializou nesta segunda-feira (1) a adesão ao Programa Cidade Empreendedora, do Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas e Microempresas (Sebrae). A assinatura da adesão ocorreu no gabinete da Prefeitura com a presença do prefeito João Carlos Gottardi, do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Cristiano Hack e do gerente regional do Sebrae/SC Norte, Jaime Dias Junior.

Desenvolvido pelo Sebrae/SC, o Programa Cidade Empreendedora tem como objetivo a transformação local pela implantação de políticas de desenvolvimento em várias frentes. Através de pacotes de soluções, os municípios transformar e aprimoram o ambiente de negócios. Os projetos foram formatados para atender os diferentes municípios catarinenses dentro de cada realidade encontrada.

Segundo o gerente do Sebrae, Jaime Dias Junior, o programa terá dois anos de duração e será realizado, junto das 35 soluções que serão desenvolvidas no município. “As soluções aplicadas são voltadas para a implantação de políticas de desenvolvimento nos eixos de desburocratização, Sala do Empreendedor, consultoria em compras públicas, educação empreendedora, planejamento estratégico da gestão municipal, gestão de projetos e plano de desenvolvimento econômico”, destaca Jaime.

O prefeito de Corupá João Carlos Gottardi ressalta que o Programa Cidade Empreendedora implantado no município, será uma ferramenta para despertar o empreendedorismo afim de gerar novas oportunidades que vão desde abertura de novas empresas até a orientação de estudantes para o futuro. “Por meio do programa poderemos oferecer palestras, seminários e criar agendas que envolvam servidores, alunos e professores das escolas, a Associação Comercial e vários segmentos produtivos de nossa cidade”, completa o prefeito.

Benefícios

– Melhorar o ambiente de negócios e a promoção de políticas públicas para os

pequenos negócios;

– Desenvolvimento econômico local e a potencialização e institucionalização da

Lei Geral;

– Promoção um ambiente de negócios favorável por meio da Lei Geral;

– Criar políticas estruturantes de desenvolvimento;

– Disseminação de políticas nacionais em âmbito local;

– Estímulo do protagonismo local.

Auto Posto Corupá